11 julho 2006

Citações



Otar Iosseliani: "A única coisa que não me interessa mesmo nada é a dramaturgia. A dramaturgia é um método de narração da vida de diferentes personagens, normalmente duas ou três, baseada na impossibilidade de realização dos seus desejos. Funciona assim: há desejos e obstáculos. (...) Na vida, esta dramaturgia não existe. É só uma questão de movimentos incompreensíveis". (p.74)

"Só há uma coisa interessante no cinema: uma personalidade intacta. As pessoas que exercem o ofício de actor normalmente perdem a sua própria personalidade. Mesmo na vida real, começam a desempenhar os clichés que aprenderam no palco e, acima de tudo, usam estes clichés no seu trabalho. Não é bom nem mau, é inevitável. (...) Os melhores actores são amadores." (p.87)

In catálogo da Cinemateca: Otar Iosseliani - O mundo visto da Geórgia / A Geórgia vista do mundo. 2006.

1 comentário:

Hugo Alves disse...

O Iosseliani é, de facto, um personagem. Foi pena que quando ele andou pela Cinemateca, no fim da projecção do Lundi Matin estivesse muito pouca gente para o ouvir. E essa sessão/lição foi não só hilariante, mas também interessante.É bom ouvir os autores em discurso na 1ª pessoa